Sala de Imprensa

Releases

Aeroporto de Brasília, em parceria com o GDF, aumenta medidas preventivas para minimizar a proliferação e o contágio do novo Coronavírus na capital federal

Concessionária afirma que não há interrupção nas operações aéreas. Pousos e decolagens ocorrem com segurança.

A Inframerica, concessionária do Aeroporto de Brasília, iniciou hoje, em parceria com o Governo do Distrito Federal novas medidas para a prevenção da disseminação do COVID-19 na capital, e, ao mesmo tempo, garantir conforto e segurança para aqueles que passam pelo terminal. As providências não interrompem a prestação do serviço aeroportuário. 

As novas ações vêm se somar aos procedimentos que já estavam sendo adotados pela concessionária. Uma equipe do corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) irá ajudar na triagem de passageiros que desembarcam na capital federal aferindo a temperatura com câmeras térmicas e termômetros. As medições acontecerão tanto no desembarque internacional quanto no doméstico e serão feitas na medida em que os passageiros forem desembarcando sem necessidade de interrupção do fluxo.

O usuário cuja temperatura tenha sido identificada acima do normal será encaminhado para o Posto Médico do terminal aéreo. Como precaução, a pessoa em tais condições receberá luvas e máscaras. Se constatada a suspeita, o passageiro deverá ser submetido a uma quarentena e será acompanhado pela equipe de saúde do DF.

Além do trabalho conjunto com os CBMDF, a concessionária já vem tomando medidas de combate a proliferação do Coronavirus. A limpeza do Terminal foi intensificada com a utilização de produtos sanitários. Os funcionários que atuam diretamente com o público estão utilizando máscaras e luvas para evitar qualquer tipo de contágio. Telas informativas em todos os portões de embarque explicam sobre a doença e orientam como se prevenir. Há dispensers de álcool gel distribuídos nas áreas administrativas, balcão de informações e nas áreas de grande circulação de trabalhadores. Lojistas também estão oferecendo álcool gel para os clientes. A reposição de sabão nos banheiros tem sido constante.

O Centro de Controle Operacional do Aeroporto está monitorando em tempo real voos e usuários. O protocolo de ações, orientado pela Anvisa, será sempre acionado se qualquer suspeita for comunicada. As equipes médicas do terminal estão treinadas para atender os pacientes e que agora contam também com o apoio dos Bombeiros.

O Aeroporto possui um posto médico exclusivo preparado para atender emergências médicas de passageiros e tripulantes.  O espaço é equipado com duas equipes completas (médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e motorista socorrista) que funciona 24h. Além da enfermaria, duas ambulâncias estão sempre à disposição para encaminhamentos de emergência do Aeroporto a hospitais da capital federal. Para os casos suspeitos ou confirmados de infecção com o COVID-19, a equipe médica do Aeroporto de Brasília trabalhará em conjunto com os Bombeiros Militares para encaminhar os pacientes ao hospital referência para o tratamento da doença no Distrito Federal.

O Aeroporto de Brasília orienta os passageiros a não viajarem caso apresentem os sintomas da doença, tais como febre e tosse seca, e pede àqueles que estejam viajando sob tais condições para que informem a tripulação o local de sua origem. É importante contatar a companhia aérea para que o atendimento seja feito cumprindo as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Isso diminui as chances de contágio e facilita o atendimento por parte das equipes profissionais do aeroporto, da Anvisa e dos Bombeiros Militares, de modo com que a assistência possa ser viabilizada rapidamente e com a segurança necessária.

O Ministério da Saúde orienta a lavagem frequente das mãos com água e sabonete por pelo menos 20 segundos. Todos os banheiros do terminal aéreo possuem sabão líquido com reposição constante. Entre outras medidas preventivas divulgadas estão:

·         Evitar tocar os olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

·         Evitar contato próximo com pessoas doentes.

·         Ficar em casa quando estiver doente.

·         Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com a parte interna do braço ou com um lenço de papel e jogar no lixo.

·         Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Imagens: Daniel Zukko/ Inframerica divulgação.

IMPORTANTE | As imagens e arquivos disponibilizados para download deverão ser utilizados apenas para divulgação. O uso comercial não é permitido. Em caso de dúvidas, entre em contato com a nossa equipe de imprensa por telefone ou e-mail.