Notícias

Veja mais notícias

Em parceria coma APAE-DF, o #AeroportoBSB ganha reforços no atendimento ao cliente na alta temporada

Os novos ajudantes terão treinamento e vão trabalhar por 20 dias no terminal brasiliense auxiliando passageiros

Uma oportunidade faz toda a diferença! Para reforçar a equipe de atendimento ao cliente durante o mês de dezembro, cinco alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais do Distrito Federal (APAE-DF) estão fazendo um estágio de 20 dias no terminal brasiliense.

Os novos funcionários têm deficiência intelectual e são atendidos pela APAE-DF. Na instituição realizam cursos e recebem treinamentos pelos profissionais da Associação. O objetivo da Inframerica é incluir estes alunos no mercado de trabalho e ensiná-los como é trabalhar no setor aeroportuário. Os atendentes da concessionária são "padrinhos" e "madrinhas" de cada um dos cinco estagiários e os estão acompanhando diariamente nas rotinas estabelecidas. A equipe está identificada com coletes feitos especialmente para o programa. 

Para o vice-presidente do Aeroporto de Brasília, Juan Djedjeian, o projeto trará benefícios tanto para o atendimento no terminal quanto para o desenvolvimento dos alunos da APAE-DF. "Os meninos terão a oportunidade de conhecer a dinâmica de trabalho do Aeroporto, ter contato com diversas pessoas e principalmente nos ajudar. Uma ótima oportunidade para o desenvolvimento profissional desses jovens e dos nossos atendentes. Acredito que este projeto também sensibilizará e surpreenderá os viajantes que forem atendidos por eles", diz.

Para Diego Banzer, coordenador de Atendimento ao Cliente do Terminal, receber o grupo de alunos da APAE-DF tem sido muito importante para o desenvolvimento da equipe do aeroporto. "Tivemos tantos voluntários no time querendo ajudar e ser o padrinho ou madrinha dos estudantes que envolveu positivamente toda a equipe. Eles são muito atentos e têm auxiliado muito. Estamos todos encantados com o trabalho que eles estão desenvolvendo", conta Banzer.

"Estamos felizes porque o papel do Movimento Apaeano é justamente esse, unir colaboradores e parceiros em favor da pessoa com deficiência intelectual, garantindo o desenvolvimento de suas potencialidades e promovendo sua inclusão, especialmente no mundo do trabalho", afirma Diva da Silva Marinho, presidente da APAE-DF.   

A Casa do Pão de Queijo, o restaurante Viena, Grão Café e Rei do Pão de Queijo são lojistas que possuem comércio no terminal, estão apoiando a ação fornecendo lanches para os estagiários. As empresas Stilo Flex e a empresa de produção de uniformes Sunpoll também são parceiros do projeto.

Dê o play e confira um pouco mais sobre o projeto: